Google revela termos mais procurados em 2012

Google-Zeitgeist-2012

Gigante de buscas revelou maiores eventos marcas, músicos e músicas mais procuradas ao longo do ano  de 2012.

O Google anunciou nesta quarta-feira, 12, seu Zeitgeist anual, ranking que reúne maiores eventos, marcas mais procuradas, músicas e músicos mais populares no ano, entre diversas outras categorias, baseada em pesquisas feitas por usuários no Brasil e lá fora. Vale a pena conferir o vídeo com um resumo logo abaixo do texto.

Termos gerais mais procurados no Brasil em 2012
1. Face
2. BBB12
3. Ask
4. Avenida Brasil
5. Zerg Rush
6. Eleições 2012
7. Transformice
8. Enem
9. TRE
10. Fina Estampa

Termos gerais mais procurados no mundo em 2012
1. Whitney Houston
2. Gangnam Style
3. Hurricane Sandy
4. iPad 3
5. Diablo 3
6. Kate Middleton
7. Olympics 2012
8. Amanda Todd
9. Michael Clarke Duncan
10. BBB12

 

Anúncios

R2 Creative: Seguir e Curtir sempre uma boa opção!

A R2 Creative, sempre preocupada em oferecer produtos, soluções e condições para você se comunicar com qualidade, também possui este canal, que tem como principal objetivo, compartilhar informações que giram no mundo da comunicação, marketing, propaganda, publicidade, design, etc.

Aqui, temos este espaço aberto para todos que desejarem colocar suas ideias e conhecimentos nestas áreas, além de replicar notícias, artigos e informações de interesse da comunidade que curtem estes assuntos.

SIGA-NOS!

Apresente-se conosco, curta nossa página no Facebook (http://www.facebook.com/pages/R2-Creative/185162011573268),

Visite nossa página na internet (www.r2creative.com.br) e aproveite a oportunidade para ver nossa Apresentação Institucional (www.r2creative.com.br/apresentacao_r2creative.zip)

Entre em contato, deixe seu comentário, solicite informações e peça um orçamento sem compromissos em contato@r2creative.com.br

Seja bem vindo ao mundo das Apresentações bem sucedidas!

Blog corporativo um grande aliado na comunicação empresarial

Fonte: http://midiaria.wordpress.com

Você sabe qual é a definição de blog? Ele pode ser definido como um registro publicado na internet relativo a algum assunto, organizado cronologicamente como um diário. Os blogs são páginas da internet que podem ser colocadas no ar por qualquer pessoa física ou organização e tem como objetivo expor uma opinião para que os internautas possam debater, responder, comentar, etc.

Os blogs podem aproximar as empresas com estruturas organizacionais formais para os clientes. São mídias de comunicação pessoal e interativa, um canal de comunicação perfeito para empresas, principalmente no que trata do relacionamento com os seus públicos. Pode se destacar como vantagens do blog corporativo:

  •  leitura agradável e cronológica;
  •  mídia de fácil manutenção;
  •  baixo custo;
  •  não requer treinamento para iniciantes;
  •  é interativo, permitindo: links, comentários, etc;
  •  é personalizado e demonstra o conhecimento do escritor sobre o assunto abordado;
  •  permite a criação de uma comunidade.

Abaixo, apresento dois exemplos de blogs corporativos que atendem e trazem novidades diárias aos seus consumidores:

– Eu uso a cuca (Carrefour): o Carrefour expõe um conteúdo que trata da qualidade e variedade dos produtos, atendimento, ambiente da loja, responsabilidade social e preços, mantido por clientes que possuem uma relação próxima com a empresa. A palavra CUCA significa, Consumidores Unidos Carrefour.

 

– Blog Consultoria (Natura) : a Natura desenvolveu o blog Consultoria, espaço criado para troca de informações e experiências sobre os assuntos que permeiam a atividade de consultoria, como lançamentos, promoções e temas socioambientais.

 Compartilho um estudo, em que é abordada uma análise dos blogs mantidos por sete das maiores empresas do Brasil – confira aqui.

Muitas empresas ainda têm receio na criação de um blog, de fazer dele um canal de comunicação transparente, e a partir dele gerar comentários ruins e reclamações. A verdade é que um blog corporativo não deve ser tratado só como um canal de relações públicas e imprensa, mas também como uma ferramenta de marketing e relacionamento. Acredite, ele pode ser um grande aliado para sua comunicação!

Sem informação não há criação!

(Imagem de http://www.sargentsfineart.com)

O sucesso pleno de um projeto de design online, off-line e de uma campanha publicitária, além da criatividade da equipe envolvida no projeto, se deve muito a elaboração de um bom briefing. Essa é, ou pelo menos deveria, ser a etapa inicial e uma das mais importantes realizadas pelo atendimento junto ao cliente, é o momento de conhecer melhor a empresa, os serviços e/ou produtos oferecidos e as expectativas do cliente em relação ao resultado final do projeto.

Um briefing bem elaborado direciona o trabalho do criativo com foco em atender a expectativa do cliente, tendo maiores possibilidades de aprovação com o mínimo de alterações no projeto, evitando assim o retrabalho que é o grande vilão responsável, na maioria das vezes, pelos  atrasos na entrega do projeto final com prazos já tão apertados.

Os tópicos a seguir para a  elaboração de um briefing são fundamentais para direcionar melhor o trabalho do profissional de criação:

1 – Objetivos do Projeto

Informações sobre o objetivo a ser atingido com a implementação do novo projeto, que pode ser: mudança de identidade visual, lançamento de produto, novo posicionamento da marca em relação a concorrência, são diversas as possibilidades.

2 – Concorrentes

Conhecer ao máximo pelo menos três concorrentes diretos, observando aspectos técnicos do produto, sistemas de produção, o diferencial de cada um e o posicionamento das marcas no mercado.

3 – Informações sobre a empresa

Informações sobre a empresa como: sua história desde a fundação, missão, valores, infraestrutura e o histórico de ações desenvolvidas no passado.

4 – Detalhes técnicos do produto e/ou serviço (lançamento)

Detalhes técnicos, assim como o máximo de informações possíveis sobre produto e/ou serviço são importantes para destacar como diferenciais na comunicação.

5 – Oportunidade de mercado

Análise do mercado no segmento de atuação da empresa para identificar a oportunidade para lançamento de um novo produto e/ou serviço.

6 – Posicionamento da marca em relação à concorrência

Existem diversas marcas e produtos similares no mercado, mas qual o posicionamento da marca em relação à concorrência? O que a faz estar nessa posição? Quais seus diferenciais?

7 – Público-Alvo  (Target)

Quem é o público-alvo? Essa é a umas das principais questões para a criação de peças impactantes que “conversem“ de forma eficiente com o público a ser atingido.

8 – Abrangência geográfica

A ação será regional? Ou em todo o território nacional? Ou ainda, será uma campanha internacional? São informações importantes para adequação cultural do projeto que será visível nas peças desenvolvidas.

9 – Visual

Definir o visual da campanha de acordo com a mensagem que a empresa quer passar. Algumas empresas tem restrição no uso de algumas cores, por exemplo, para essas informações o ideal é ter acesso ao Manual de Identidade Visual da empresa, esse material ajuda muito na elaboração dos layouts no processo criativo, é possível saber o que pode e o que não pode ser feito.

10 – Expectativa em relação ao público-alvo

O que o cliente espera ter como resultado com a implementação do projeto. Prever como será a receptividade do público-alvo.

11 – Considerações gerais das ações no meio digital e impresso

Nas considerações gerais informar o que foi definido com o cliente em relação às ações no meio digital e impresso, quais peças serão divulgadas em cada meio e como as ações serão conduzidas.

12 – Cronograma

Elaboração de um cronograma com todas as etapas para desenvolvimento do projeto desde o primeiro contato com o cliente até a entrega do projeto final.

Fonte: http://midiaria.wordpress.com

Você sabe como preparar uma apresentação encantadora?

As apresentações são ferramentas excepcionais de comunicação, seja em ambientes profissionais, sociais, acadêmicos ou até em situações particulares, e para obter resultados em sua aplicação, é necessária sua construção de forma eficiente e criteriosa. Cada particularidade, já mencionada em outros artigos de nosso Blog, deve ser bem planejada e com o apresentador preparado para ministrá-la.

Hoje estaremos compartilhando com vocês um artigo postado no site  http://www.administradores.com.br e que trata deste assunto. Leiam e aproveitem as dicas:

 Como preparar uma apresentação encantadora?

Apresentação. Por mais que essa palavrinha cause verdadeiros calafrios em algumas pessoas, todas, independente da área, precisam apresentar algum trabalho em um momento de suas vidas.

Quando estamos na universidade ou atuando em determinadas áreas profissionais, fazer uma apresentação torna-se algo ainda mais frequente. No entanto, muitos sentem dificuldade para transmitir o conteúdo e transformam esse momento em um verdadeiro suplício para quem está assistindo e para ele mesmo.

“Traduzir para o papel uma ideia não é uma tarefa fácil. Por isso, constantemente vemos boas ideias não serem bem transmitidas. Às vezes fica uma repetição de textos que cansam o leitor e no final não entregam o que prometeram”, lembra Manuela Baraad, sócia da Bistrô de Ideias, empresa especializada em preparar apresentações.

Caso você tenha se identificado com a situação acima, calma, temos uma boa notícia: não é preciso nascer com um dom para fazer boas apresentações. Muito se deve ao treino e a união entre o visual e a forma como o conteúdo é transmitido. “Quando tudo funciona em perfeita sintonia, a mensagem ganha mais força e clareza. O padrão visual tem um papel muito mais importante que apenas a estética da apresentação. É ele que direciona o tom da comunicação e ajuda a atrair a atenção do expectador”, ressalta Manuela Baraad.


Acadêmicas x profissionais

Muitos não sabem, mas as construções das apresentações profissionais e das acadêmicas seguem a mesma linha de preparo. As diferenças irão aparecer dependendo do assunto que será abordado.

“Por exemplo, uma apresentação acadêmica tende a ter um conteúdo mais denso e extenso e por isso será mais técnica que uma apresentação profissional. Já nas apresentações profissionais atuais, um dos pré-requisitos é que deve ser apresentada em cada vez menos tempo, porém com a mesma qualidade. Isto exige uma maior utilização de recursos visuais, imagens impactantes e foco na informação principal”, ressalta a especialista Manuela.

Os torturadores das apresentações

Sem sombra de dúvida, as imagens de clip-art, excesso de textos e exagero nos efeitos visuais são alguns dos grandes torturadores nas apresentações de PowerPoint. No entanto, não são apenas eles.

“Podemos destacar também a falta de objetividade. Apresentações muito grandes, beirando muitas vezes a prolixidade, cansam o leitor e na maioria das vezes poderiam passar a mesma mensagem, explorando melhor a informação a ser passada. O tempo destinado a uma apresentação faz parte do sucesso dela”, destaca a sócia da Bistrô de Ideias.

Criando apresentações encantadoras

As apresentações de Steve Jobs sobre os lançamentos da Apple eram memoráveis e conseguiam prender e encantar a todos que assistiam. E o segredo delas estava em transmitir um conteúdo aparentemente complexo em algo simples e marcante.

“Jobs e sua equipe foram capazes de dissecar informações técnicas chegando à raiz da questão e transformando tudo em uma imagem que diz tudo sobre o produto. A Apple conseguiu apresentar o MacBookAir apenas mostrando que cabe em um envelope e o IPod dizendo quantas músicas cabiam em seu bolso, sem cair na tentação de apresentar todos os seus detalhes técnicos”, afirma Manuela. E a especialista deixa uma reflexão bem simples sobre o assunto: “A tentação de mostrar os mínimos detalhes é enorme, principalmente para aqueles que estão envolvidos no projeto, mas para quem está assistindo terá o mesmo impacto?”.

Dicas para montar sua apresentação

Com a colaboração da Manuela Baraad, o portal Administradores elaborou algumas dicas para você fazer excelentes apresentações. Lembre-se, o tempo de preparação de uma boa apresentação irá depender do tamanho e da informação que será desenvolvida.

Confira abaixo:

Uma ótima apresentação a todos!

O que é Identidade Visual?

Imagem de: http://www.georgianc.on.ca

Identidade visual é o conjunto de elementos formais que representa visualmente, e de forma sistematizada, um nome, ideia, produto, empresa, instituição ou serviço. Esse conjunto de elementos costuma ter como base o logotipo, um símbolo visual , ícone e conjunto de cores.

A confecção de um logotipo ou de um símbolo visual capaz de representar a assinatura institucional da empresa deve ser estabelecido através de um documento técnico ao qual os designers nomearam de manual da identidade visual. Esse documento serve para estabelecer normas e critérios técnicos de reprodução da marca nos mais variados suportes existentes no atual estado da técnica como por exemplo: suportes gráficos (impressão) e suportes eletrônicos (interfaces).

Fonte: http://pt.wikipedia.org

A identidade visual torna-se um dos mais importantes fatores que podem transformar um empreendimento, um negócio, um projeto, etc., e uma das etapas fundamentais para compô-lo, é a criação de um Manual de Identidade Visual que compõe:

  1. os aspectos formais da marca – ou seja os elementos que compõe o símbolo gráfico e as variações formais da marca: por exemplo, para uma marca representada por uma imagem fotográfica deve ser apresentado tal imagem nos padrões monocromático, preto e branco, tons de cinza, fotográfico uma versão digitalizada ou seja uma versão vetorial da marca nas mesmas variações formais: monocromática, preto e branco, tons de cinza, chapado.
  2. apresentar as variações da assinatura da marca: padrão de assinatura horizontal, padrão de assinatura vertical e variações formais da assinatura com slogan e sem slogan. Algumas marca contém slogan, outras não. Assim como algumas marcas são compostas simplesmente pelo nome da empresa (Coca-Cola, IBM, Microsoft). É imprescindível apresentar tais características da marca e sustentar uma utilização padronizada.
  3. apresentar aspectos técnicos da marca: cor (pantone, rgb, cmyk, hexadecimal), fonte, dimensões, direção, etc.
  4. apresentar o padrão de utilização da marca em todo o material institucional previsto pela empresa: papel timbrado, envelope, etiqueta, adesivo, embalagem, objetos, uniforme, rótulo, frota etc.
  5. determinar dimensões mínimas e máximas para a impressão
  6. regularizar a utilização da marca em fundo colorido, preto, branco e monocromáticos.
  7. apresentar situações a serem evitadas.

Ou seja identidade é o conjunto de caracteres proprios e exclusivos com os quais se podem diferenciar pessoas

Fonte: http://pt.wikipedia.org

Pense nisso quando estiver planejando sua empresa ou projeto. A R2 Creative recomenda!

Por que transformar a apresentação em um vídeo?

Quando quiser fornecer uma versão de alta fidelidade de sua apresentação para colegas ou clientes (como um anexo de email, publicação na web ou em um CD ou DVD), salve-a para permitir que seja reproduzida como um vídeo.

Agora, no PowerPoint 2010, você pode salvar a apresentação em um arquivo Windows Media Video (.wmv) e distribuí-la com tranquilidade, sabendo que sua apresentação em multimídia, animada e narrada, será exibida sem nenhuma falha. Caso não queira usar o formato de arquivo .wmv, use um utilitário preferido de terceiros para converter o arquivo em outro formato (.avi, .mov etc.).

Algumas dicas para lembrar ao gravar a apresentação como um vídeo:

  • Você pode gravar, sincronizar a narração de voz e movimentar o apontador laser no vídeo.
  • Você pode controlar o tamanho do arquivo multimídia e a qualidade do vídeo.
  • Você pode incluir animações e transições no vídeo.
  • As pessoas que vão assisti-lo não precisam ter o PowerPoint instalado em seus computadores.
  • Se a sua apresentação contiver um vídeo inserido, o vídeo será reproduzido corretamente sem que você precise controlá-lo.
  • Dependendo do conteúdo da sua apresentação, a criação de um vídeo pode demorar muito tempo. Apresentações longas e com animações, transições e conteúdo de mídia provavelmente demoram mais para serem criadas. Felizmente, você pode continuar usando o PowerPoint enquanto o vídeo está sendo criado.

Vejam mais informações em http://office.microsoft.com

FINAL DE ANO