Cinco formas de usar Tablets em eventos

R2 Creative

“Um mundo de Apresentações Especiais”

—————————————————————-

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar algumas dicas sobre Tablets, sua utilização profissional e possibilidades de utilização.

Inegavelmente os Tablets representam hoje um acessório com utilização em larga escala em todos os segmentos, sejam eles civis ou corporativos. A facilidade de manuseio, aliado às tecnologias existentes, garantem resultados admiráveis para pessoas e profissionais que fazem uso desta poderosa ferramenta. Não importa se será utilizado pela recepção de eventos ou pelos participantes, todas as situações são favoráveis quando seu uso é bem planejado.

Nós da R2 Creative não abrimos mão de estar com um nas nossas visitas a eventos, seja para networking, seja para divulgações sobre nossa agência ou até mesmo para atuações comerciais.

Vejam a seguir algumas dicas para você neste artigo da Promoview. Boa leitura! Esperamos que seja útil para você!

————————————————————–

“Tablets ampliam a experiência digital do participante e tornam seu evento mais sofisticado.”

Organizadores de eventos que desejam incrementar a experiência de seus eventos podem recorrer aos tablets. O uso das pranchetas eletrônicas – seja iPad, Android ou Windows Phone – torna mais sofisticada a interação com o usuário, além de ampliar o caráter digital de seu evento.

tablets-blog-imagem1

A  seguir, vamos ver algumas formas que os tablets podem ser utilizados:

1. Fazer o credenciamento

Como dispositivos móveis, os tablets podem ser utilizados para realizar o credenciamento e o check-in dos participantes cadastrados. Para isso, bastam estarem equipados com os apps utilizados pelos organizadores e conectados à internet.

Com o EventiozEntry Manager, por exemplo, o organizador pode credenciar os participantes rapidamente, ler os QR Code das inscrições dos participantes usando a câmera do dispositivo, inscrever novos participantes, localizar um participante pelo nome, controlar o fluxo etc.

2. Dar as boas-vindas aos participantes e orientar

Disponibilizar tablets  com informações sobre o evento, um mapa e mensagem de boas-vindas logo após o check-in do evento pode ser uma maneira atenciosa de recepcionar os participantes e repassar informações, como a programação, localização etc.

O número de dispositivos necessários pode variar de acordo com o número de participantes e o fluxo de entrada. Para eventos pequenos, de até 150 participantes e com fluxo cadenciado, dois tablets na entrada podem ser suficientes.

Caso seu evento seja grande e irá ter picos durante o check-in dos participantes (o mais comum), o ideal é utilizar um número maior. Em seguida, deixe os tablets disponíveis para consulta dos participantes sempre que necessário.

3. Coletar informações e fazer pesquisas

Tablets podem ser usados para fazer pesquisas de opinião de satisfação sobre o evento e também sobre produtos. Para isso, basta instalar um app específico, como o e-Bope ou o Qualtrics, ou disponibilizar a pesquisa a partir de um serviço como o SurveyMonkey, o Discovery ou  Google Form. Outra alternativa é desenvolver um app próprio para a função.

4. Exibir conteúdo e campanhas

Quer exibir fotos de novos produtos, campanhas ou apresentações? Faça o upload do conteúdo nos tablets e deixe que os participantes interajam com ele. Para isso, distribua os tablets em totens ou bancadas instaladas em pontos estratégicos do evento, como a sala do coffee-breakhalls ou espaços de convivência.

5. Nas mãos dos participantes

Caso você esteja a fim de impressionar seus participantes, é possível oferecer um tablet para cada um deles. Hoje, existem empresas que fazem o aluguel dos equipamentos para eventos. Nesse caso, o indicado é desenvolver e disponibilizar um app próprio com conteúdo relacionado, programação, informações sobre palestrantes etc.

Dica

Uma forma de conseguir tablets para o seu evento com custo baixo é por meio de parceria com as empresas fabricantes. Contate o departamento de marketing das companhias e procure saber quais delas estão lançando produtos e realizando campanhas. Positivo, Samsung, Panasonic, LG, CCE, Dell, HP, entre outras, são algumas das companhias que possuem linhas de equipamentos e atuam no Brasil.

——————————————————————-

Fonte deste artigo: http://promoview.com.br/

Por Vinicius Aguiari, City Marketing Manager da Eventioz.

——————————————————————————-

R2 Creative – Especializada na criação de Apresentações

(PPT – PREZI – FLASH – KEYNOTE – 2D – 3D)

—————————————————————————–

Anúncios

Drones: Uma nova ferramenta a serviço do marketing

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar um artigo sobre Drones, sendo utilizados cada vez mais em eventos e atividades que necessitem de sua capacidade de observação. Desejo a vocês uma boa leitura.

Fonte: http://promoview.com.br/

Uma nova tecnologia está entrando com força no mercado do live marketing e traz um ar de surpresa para as ações que são realizadas nos eventos das marcas. São os drones.

Os aparelhos são designados como um Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) ou Veículo Aéreo Remotamente Pilotado (Varp), também chamado UAV (Unmanned Aerial Vehicle) e mais conhecido como drone, que em inglês significa zangão, e dá nome a todo e qualquer tipo de aeronave que não necessita de pilotos embarcados para ser guiada.

Esses aviões são controlados à distância por meios eletrônicos e computacionais, sob a supervisão e governo humano.

drone_foto_

Normalmente utilizados em missões de inteligência militar como apoio de artilharia no campo de batalha, controle de mísseis de cruzeiro, atividades de patrulhamento urbano, costeiro, ambiental e de fronteiras, atividades de busca e resgate, ganharam destaque quando passaram a ser usados para coberturas em vídeo da imprensa mundial.

No meio do marketing promocional, estes aparelhos, que possuem diversos tamanhos, estão cada vez mais presentes na forma de apresentar produtos e experiências novas.

Recentemente, na  Campus Party, a Globo News (Globo Universidade) realizou uma ação de live marketing em que um drone distribuía brindes aos participantes. Os “kits de sobrevivência” incluíram massagens, cafés da manhã e outras ações para tornar a semana dos jovens acampados no evento mais confortável.

drone-na-campus

Para apresentar a nova linha de notebooks, a agência Tudo também recorreu à tecnologia no evento para a Samsung. Os lançamentos da marca chegavam ao local carregados por drones que atravessaram uma plateia com mais de 200 convidados.

Além de trazer a novidade, os aparelhos executaram uma coreografia, integrados com uma projeção em uma supertela no palco, para entreter os convidados durante um vídeo com a apresentação do produto.

Veja o vídeo da ação abaixo:

De acordo com a agência Tudo, o objetivo era impactar o público demonstrando a mobilidade e a leveza dos notebooks.

Há 29 anos sem título, a Portela apostou em tradição e tecnologia para tentar vencer em 2014. A comissão de frente trouxe um drone em formato de águia, que percorreu toda a avenida saudando o público. Neste ano, a escola homenageou a cidade do Rio de Janeiro, com o enredo “Um Rio de mar a mar: do Valongo à Glória de São Sebastião”, do carnavalesco Alexandre Louzada.

Águia-da-Portela_Foto

Também quem esteve utilizando o aparelho nas festas carnavalescas foi a Skol. A marca que patrocinou e promoveu as diversões no Brasil, utilizou drones para captar imagens exclusivas e inusitadas durante os seis dias de folia.

Salvador (BA), Florianópolis (SC), Ouro Preto (MG), Recife (PE) e Olinda (PE) foram as cidades escolhidas para receber os aparelhos durante o feriado.

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) está em trâmites para tornar comum o uso destas pequenas aeronaves em eventos que não sejam experimentais; a discussão da proposta junto aos interessados do setor tem a finalidade de aprimorar a regulamentação.

Em fevereiro, a Anac realizou um evento que fez parte do processo de desenvolvimento do ato normativo da regulamentação. Os estudos para elaboração deste documento se iniciaram no começo do segundo semestre de 2013.

Em seu portal, a Anac divulgou que o normativo proposto ainda será submetido à audiência pública, oportunidade na qual qualquer interessado poderá encaminhar contribuições. Depois de analisadas, a minuta de regulamento será apresentada para deliberação da diretoria colegiada da agência. A realização da audiência pública e a publicação da norma está prevista para ocorrer ainda neste ano.

Toda essa discussão trata da utilização comercial e corporativa dos RPA’s, como serão chamados os drones, em áreas segregadas, pois a agência exige normas mais rigorosas para operações com aeronaves de maior porte.

Na regulamentação assuntos como segurança, tamanho do aparelho e nomenclatura serão discutidos e liberados para uso de acordo seu tamanho e também para que seja diferenciado do original que tem uso exclusivo militar.

Por Amaní Cruz.

______________________________________

VISITE O PORTFÓLIO R2 CREATIVE 

CONHEÇA UM MUNDO DE APRESENTAÇÕES ESPECIAIS!

_____________________________________