Apresentações Profissionais e Acadêmicas_Uma história bem definida_parte 1

slide

Olá pessoal!

Não me canso de afirmar que se queremos ter uma apresentação que cause impacto e impressione pela beleza, qualidade visual e conteúdos, importante saber que algumas questões devem ser bem definidas antes da sua idealização e criação.

Imagine você escrevendo um livro ou até uma simples redação, qual é o principal ingrediente  que cativa e chama a atenção? O que é que desperta nas pessoas a curiosidade de ver o próximo slide, a próxima página, para saber o que vai acontecer no momento seguinte. Posso afirmar com certeza que este principal ingrediente na concepção é e sempre será, o seu roteiro.

As melhores apresentações são aquelas que “contam” uma história bem definida, com começo, meio e fim. Quando contamos uma história, a compreensão do público é muito mais clara, o entendimento do conteúdo é muito maior e encanta aquele que visualiza suas próprias aspirações no contexto apresentado. Sem dúvidas, vai impressionar e chamar a atenção de qualquer público e em qualquer momento. Seja criança ou adulto, todos adoram uma bela história.

O roteiro é a peça chave fundamental na criação de uma apresentação e depois de elaborado, é só deixar a imaginação do design agir para mostrar o conteúdo de maneira criativa e capaz de encantar.

A R2 Creative, sempre se preocupou com essa linha de pensamento e é por isso que considera o roteiro a principal “arma” na criação de uma Apresentação Vencedora, e para isso trabalha fortemente junto ao seu cliente o levantamento de informações capazes de atendê-lo e torná-lo satisfeito e feliz com o resultado. Nosso diferencial é ajudar o cliente a contar essa história.

É lógico que existem outros ingredientes, mas esta é uma outra história.

Não importa se corporativa, pessoal, produtos, serviços, projetos, acadêmicas, etc., todas elas necessitam de uma ótima história para brilhar.

Conte uma bela história, o restante é só deixar em nossas mãos!

Pense nisso antes de criar a sua apresentação. Precisa de ajuda para criar a sua?

Fale conosco marcelo.rachid@r2creative.com.br e peça um orçamento sem compromisso. Se desejar, adicione meu celular e poderemos conversar via Whatsapp ((11)97655-2347

Até a próxima publicação! Abraços a todos!

Nota: Publicado originalmente na rede Linkedin.

Anúncios

Uma excelente dica para você que gosta de se comunicar através de vídeos

present me

Olá pessoal,

Hoje vamos compartilhar com vocês informações relacionadas a uma ótima ferramenta para gravação de vídeos, seja ele uma gravação individual, uma gravação compartilhada com uma apresentação ou até mesmo uma gravação apenas de áudio e imagens. Fiz o teste aqui é achei muito interessante para diversas utilizações.

Vou procurar me familiar com a ferramenta e com certeza utilizá-la em algumas aplicações relacionadas ao meu trabalho. Ah! com a vantagem de possuir conta gratuita também.

Já existem diversos tutoriais para aprender como se registrar e usar a ferramenta. Pesquise e use!

Vejam a matéria:

PRESENT.ME – UNINDO YOUTUBE E SLIDESHARE

Fonte: Blog do Enio de Aragon (https://enioaragon.com)

Present.me é um serviço web britânico que permite a criação e o compartilhamento de apresentações a partir de arquivos do Powerpoint.

A grande diferença está no fato de podermos gravar narrativas usando uma webcam e um microfone. A apresentação final mostra os slides no lado esquerdo e o vídeo com a narrativa no direito. Uma visualização miniatura dos slides é mostrada na barra inferior da apresentação.

A sincronização do vídeo com os slides é muito fácil de ser feita e pode ser editada por qualquer um, depois de feito o upload para seu computador. Isso torna o recurso ideal para alunos que queiram um outro ritmo na apresentação, para melhor reter as informações mostradas em determinado slide.

O trabalho colaborativo pode ser explorado nos comentários postados e na edição dos slides. A apresentação publicada possui URL única, o que a torna facilmente compartilhável.

Present.me permite a publicação de 10 apresentações mensais de até 15 minutos gratuitamente.

————————————————————————————-

R2 CREATIVE – Especialistas na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas

Visite nossa área de PORTFÓLIO

———————————————————————————–

Facebook usa inteligência artificial para fazer usuários cegos “verem” imagens

R2 Creative

Especialistas na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas!


 

Olá pessoal, tudo bem?

Hoje quero compartilhar com vocês uma novidade que, apesar de estar disponível somente na língua inglesa, vai realmente inovar e trazer muitas alegrias a pessoas com deficiência visual.

Realmente é algo muito legal, atingindo um universo de pessoas que tem dificuldades de acessar o mundo virtual, mas que agora poderão ter sensações antes não acessível.

É claro que, como toda inovação tecnológica, haverá necessidade de ajustes, mas não tenho dúvidas que será um sucesso.

Veja a seguir o artigo de Leonardo Pereira que acabei me deparando numa publicação da Mara Gabrilli:

Olhar digital

O Facebook possui uma comunidade com mais de 39 milhões de usuários cegos e outros 246 milhões que possuem problemas sérios de visão. Para melhorar a experiência dessas pessoas, a rede social desenvolveu um sistema que usa inteligência artificial para descrever imagens de uma forma mais detalhada.

Chamada de “automatic alternative text”, a tecnologia reconhece pontos específicos nas fotos e repassa essas informações aos sistemas conhecidos como “screen readers”, que então leem em voz alta o que estiver passando pelo feed de notícias.

Até então, quando rolava o feed e topava com uma foto, o usuário só ouvia o nome da pessoa que fez o post seguido pela palavra “foto”. Agora há uma descrição mais rica e é possível ouvir coisas como “a imagem pode conter três pessoas, sorrindo, em ambiente externo”.

Num primeiro momento, apenas quem usa o Facebook no iOS em inglês terá acesso à novidade, mas a empresa promete expansões para outros idiomas.

Assista o vídeo:

Você já pode compartilhar documentos pelo WhatsApp

R2 Creative

Especialistas na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas!


Olá pessoal! Bom dia!

Estou passando para compartilhar com vocês um artigo de Paulo Higa da Tecnoblog, que informa mais uma facilidade que a tecnologia nos oferece para nossas atividades no dia a dia. Falo da possibilidade de enviar documentos e arquivos pelo Whatsapp, cuja facilidade será muito legal e útil a todos que necessitem desta opção.

Como esta novidade entrou na ar em março/2016, é bem provável que muitos já tem esse conhecimento, porém, como é do nosso costume, tudo aquilo que julgamos interessante e útil para a comunicação e marketing das pessoas, compartilhamos a informação. Esperamos que seja útil a você!

Veja a seguir o artigo:

whatsapp-documentos

Você não precisa mais compartilhar links para arquivos na nuvem ou se limitar a enviar somente fotos e vídeos pelo WhatsApp. As versões mais recentes do aplicativo de mensagens para Android e iPhone adicionaram a função de envio de documentos nos chats e grupos, permitindo que você compartilhe rapidamente um PDF com seus contatos.

O recurso ainda é bem limitado se comparado com o que é oferecido por concorrentes como o Telegram, que permite o envio de qualquer tipo de arquivo de até 1 GB — nos meus testes, ainda não era possível enviar nem arquivos do Word pelo WhatsApp, por exemplo, apenas documentos em PDF ou convertidos do Google Drive. Mas já é alguma coisa.

O botão para compartilhar documentos está no menu onde é possível enviar fotos, vídeos, contatos e localização. No caso do Android, você pode enviar arquivos que estiverem tanto na memória do aparelho quanto no microSD. Quem tiver iPhone pode escolher documentos armazenados em serviços de nuvem, como iCloud Drive e Google Drive.

A novidade está sendo liberada aos poucos para todos os usuários com a última versão do WhatsApp para Android e iOS. Se você já atualizou o aplicativo de mensagens no seu Android, mas ainda não recebeu a opção, experimente baixar o APK da versão 2.12.489 diretamente na página do WhatsApp.


logo R2_transparente

 

PowerPoint: adicione 165 templates gratuitos

R2 CREATIVE: Especialista na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas!

Siga nossas novidades acessando nosso site e registrando o seu email.

slide_extra_2

Template criado por R2 Creative

Olá pessoal, tudo bem?

Estamos passando por aqui hoje para compartilhar uma publicação de ELAINE MARTINS (Tecmundo), que nos dá dicas para aumentarmos as possibilidades de templates no Power Point 2010.

Para quem trabalha e necessita sempre diversificar e até ter artes que atendam suas necessidades, é uma boa opção.

(R2 Creative) “Criar com planejamento e recursos gera beleza, qualidade e visuais magníficos em suas apresentações”.

—————————————————————————————————-

Veja a seguir as dicas para você:

O PowerPoint é uma das ferramentas mais utilizadas por estudantes, profissionais e empresas para a realização de apresentações e palestras. A aplicação, em suas versões mais recentes, que faz parte do pacote Office da Microsoft, trouxe diversas novidades para seus usuários, entre elas a possibilidade de baixar e adicionar novos templates para os slides.

A equipe do Office.com liberou gratuitamente 165 templates para os usuários do PowerPoint 2010. Aproveitando essa oportunidade, preparamos um rápido tutorial ensinando como adicionar os novos modelos às apresentações.

 Pré-requisitos

Os templates disponibilizados para download podem ser utilizados apenas com o pacote do Office 2010, independente da versão ou do idioma em que ele se encontre. Por isso, antes de baixar qualquer tema, certifique-se de que o PowerPoint instalado em seu computador é o mais recente.

Todos os templates disponibilizados gratuitamente pela Microsoft podem ser encontrados no próprio site do Office. Clique aqui para acessar a galeria de templates. Infelizmente, não existe um pacote pronto com todos os temas para baixar. Por isso é necessário fazer o download de cada um dos modelos separadamente.

O download dos temas é bem simples. Clique em cima do template escolhido e aguarde até a abertura da página com os detalhes a respeito do modelo. Em seguida, clique no botão “Download” presente no canto superior esquerdo da tela. Um pequeno termo de utilização será exibido.

área de templates microsoft

Uma vez que você aceite o que está escrito no termo, o download do tema será iniciado. Algumas vezes pode acontecer de o arquivo não ser baixado automaticamente. Quando isso acontecer uma tela será exibida e mostrará um segundo link para que você possa realizar o download do template manualmente.

Hora de trabalhar

Depois que você já instalou a versão mais recente do PowerPoint e fez o download dos templates desejados, é hora de adicioná-los à lista de modelos da aplicação da Microsoft. Você deve ter notado que existem dois tipos de arquivos, o POTX e o PPTX.

A forma de instalar os dois é diferente. Enquanto que para usar o primeiro bastar clicar duas vezes sobre o arquivo, o segundo requer um pouco mais de trabalho para que possam ser facilmente acessados na barra de acesso rápido do PowerPoint.

Para começar, é preciso abrir a pasta de modelos que a aplicação do Office utiliza para carregar os arquivos. Isso pode ser feito abrindo a janela “Executar” do Windows (utilize o atalho Ctrl+R) e digitando o seguinte caminho:

C:\Users\USUÁRIO\AppData\Roaming\Microsoft\Modelos

Onde USUÁRIO deve ser substituído pelo seu nome de usuário no computador.

Com o PowerPoint fechado, copie os arquivos POTX para dentro do diretório executado acima. Você pode renomear os arquivos a fim de tornar mais fácil a identificação dos modelos na hora de acessá-los.

Como utilizar os modelos

Uma vez que os arquivos sejam copiados para a pasta indicada, é hora de aplicá-los nas apresentações. Para isso, clique menu “Arquivo” e escolha a opção “Novo”. Em seguida, na tela à direita, selecione “Meus Modelos” e procure pelo modelo desejado.

meus modelos

Em alguns casos, pode ser necessário habilitar o modelo para edição. Uma pequena barra de alerta será exibida no topo da tela, contendo a opção “Habilitar para edição…”. Basta clicar no botão e aproveitar os novos templates baixados.

Vale lembrar que nem todos os modelos disponíveis contam com fontes, cores e efeitos como os demais templates apresentados pelo PowerPoint. Por isso, preste atenção e veja se o modelo escolhido atende às suas necessidades antes de baixá-lo.

Agora é só aumentar a sua coleção templates e tornar as apresentações e palestras mais elegantes e dinâmicas.

———————————————————————————————

Dinamize a sua comunicação através de nossas Apresentações

Acesse nossa página CONTATO ou envie um email para marcelo.rachid@r2creative.com.br

—————————————————————————————–

 

5 dicas para uma boa apresentação utilizando o Power Point 2010

R2 Creative

Especializados na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas

Acesse nossa área de PORTFÓLIO e veja algumas amostras de nossas criações.

—————————————————————————————-

Olá pessoal!

Sabemos que a tecnologia evolui diariamente e devemos estar atentos para usufruir do melhor que cada uma delas nos oferece. Hoje quero c compartilhar com vocês um artigo publicado originalmente no site http://poweruser.aeiou.pt/ e que trás 5 boas dicas que podem ajudar você a criar uma boa apresentação.

Aqui na R2 CReative  a criação das apresentações se passam num processo um pouco mais complexo que este que vou compartilhar, onde a maioria do trabalho é feito em outros softwares e programas para depois ser inserido no Power Point, mas também utilizamos os recursos dele para proporcionar a melhor qualidade necessária e esperada pelos nossos clientes.

Os recursos do Power Point são enormes e possuem uma gama de alternativas excelentes para sua apresentação ser um destaque no momento de sua utilização. Para isso, veja a seguir algumas dicas para você melhorar e dar uma aparência de qualidade visual melhor e com ótimos resultados:

São 5 dicas que servem dois propósitos: primeiro, que fique cada vez mais à vontade com esta fantástica ferramenta de apresentações e em segundo, que impressione os demais com a sua criação. Pode parecer que não, mas a qualidade que transparecer a sua apresentação vai dar confiança à audiência sobre o seu trabalho.

E são todas dicas simples e de fácil implementação. Não acredita? Fique até ao fim, e confira que sim.

DICA 1: DAR DESTAQUE AOS TÍTULOS

Para isso basta clicar na área de ferramentas no botão Estilos Rápidos, e optar pelo que mais gosta ou se encaixa na apresentação.

dica 1

Você poderá pré-visualizar o efeito passando apenas o mouse por cima de cada um. Se a cor não for a pretendida basta selecionar a caixa de texto clicar com o botão direito do mouse e selecionar mudar forma e mudar a cor.

dica 1

Ou então se preferir, selecione preenchimento da forma, e aí poderá colocar imagens como fundo, cores diferentes e até texturas que se adequem à apresentação.

dica1.2

DICA 2: UTILIZAR EFEITOS VISUAIS

Colocar imagens e caixas de textos com efeitos visuais mais cativantes como por exemplo, cantos arredondados ou sombras clicando em efeitos de forma e escolha a que ajudar a destacar mais o título.

dica2

Optamos pelo reflexo para dar um aspecto mais dramático.

dica2.1

Para fazermos alterações semelhantes o processo é o mesmo, só que neste caso optamos pela rotação 3D para que possa ter ideia das potencialidades da nova versão do PowerPoint.

dica2.2

DICA 3: TRANSIÇÃO DOS SLIDES

É importante que se façam estas ligações entre cada slide de forma a prender a atenção do expectador. Para isto basta selecionar Transições e clicar nas opções disponíveis até encontrar o efeito desejado.

dica3

São muitos efeitos existentes, para além dos habituais desvanecer, limpar, dividir, ou com formas básicas, temos agora efeitos mais elaborados e interessantes. Estes criam uma maior espetacularidade às apresentações.

dica3.1

Muitos deles são editáveis, pois podemos optar pelo lado em que surge determinado efeito. Nesse exemplo clicamos em Opções de Efeito e optamos pelo efeito Para Dentro a surgir a partir da esquerda

dica3.2

DICA 4: UTILIZAR SONS

No item transições na aba Intervalo, podemos também juntar sons para chamar a atenção e definir o tempo de duração dessa mesma transição.

dica4

dica4.1

DICA 5: CRIAR SUSPENSE

Criar animações para as caixas de texto ou imagens quando não queremos revelar toda a informação ou gráficos de uma só vez. Para isso basta selecionar a seção Animações e escolher a animação que pretende para a caixa de texto, título ou imagem, ou para apenas uma delas. Tudo irá depender do conteúdo e do seu gosto pessoal.

dica5

Por exemplo se for um texto com vários pontos a realçar poderá animar para que estes surjam um de cada vez para que o espectador não tenha a tentação de ler o que vem a seguir, não prestando atenção ao seu discurso. Para isso basta selecionar as opções de efeito:

dica5.1

Pode sempre controlar os efeitos através do painel de animação, que irá surgir no lado direito do ecrã, para isso basta clicar em painel de animação na área Animação Avançada.

dica5.2

Publicado originariamente por Suzana Pereira

———————————————————————————-

Bom pessoal, espero que, apesar de instruções simples, possam ajudá-los em suas necessidades e suas criações.

Até a próxima publicação! Se tiver alguma sugestão de pauta, nos envie, ficaremos felizes em avaliar e publicar.

Quinze dicas para o PowerPoint

R2 Creative: Especialistas na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas

slide r2-4

——————————————————————————————————

Olá pessoal!

Compartilhando com vocês um artigo da Infowester. Ótima leitura a todos:

O PowerPoint é o programa mais lembrado quando o assunto é apresentação de slides. Seja na escola, seja na faculdade, seja no trabalho, seja até mesmo em casa, seu uso é muito comum, razão pela qual o InfoWester apresenta a seguir quinze dicas para ajudá-lo a usar melhor os recursos oferecidos pela ferramenta. As dicas apresentadas nesta página foram testadas e validadas no PowerPoint 2003 e no PowerPoint 2007 em português do Brasil. Vamos a elas:

1 – Ao abrir um arquivo do PowerPoint, faça-o iniciar a apresentação imediatamente

Se você salvar seu arquivo do PowerPoint usando a opção de salvamento padrão (extensão .ppt no PowerPoint 2003 e anteriores, extensão .pptx na versão 2007), o programa sempre o abrirá de forma que você possa editá-lo. No entanto, você pode fazer com que o PowerPoint inicie a apresentação dos slides imediatamente, assim que o arquivo for aberto. Para isso, faça o seguinte:

– no PowerPoint 2003, vá ao menu Arquivo, escolha Salvar como e, no campo Salvar como tipo: da janela que surgir, escolha a opção Apresentação do PowerPoint. Note que o arquivo ficará com a extensão .pps;

– no PowerPoint 2007, clique no botão Office (no topo superior esquerdo da tela), escolha a opção Salvar como e, por fim, o item Apresentação de slides do PowerPoint. O arquivo ficará com a extensão .ppsx.

Agora, faça o teste. Feche o PowerPoint e clique no arquivo criado. Note que ele abrirá imediatamente no modo de exibição de slides. Para finalizar a apresentação, clique na tecla ESC de seu teclado.

2 – Volte ao início da apresentação rapidamente

Suponha que você tem uma apresentação com 30 slides e, lá pelo vigésimo, descobre que precisa, por algum motivo, começar a apresentação novamente. Para voltar ao início (ao primeiro slide), simplesmente pressione os botões esquerdo e direito do mouse ao mesmo tempo por dois segundos.

3 – Oculte a apresentação sem sair do PowerPoint

Durante a apresentação de slides, você pode deixar a tela do PowerPoint totalmente preta ou totalmente branca. Esse recurso é útil para, por exemplo, fazer os expectadores prestarem atenção em algo que você tem em mãos. Para isso, faça o seguinte:

– Para deixar a tela toda preta, pressione a tecla E em seu teclado;

– Para deixar a tela toda branca, pressione a tecla C em seu teclado.

– Para voltar à apresentação de onde ela parou, simplesmente pressione qualquer tecla.

4 – Use o slide em formato retrato

Suponha que você necessite gerar um cartaz sobre um evento qualquer. Você pode usar o PowerPoint para isso como um “quebra galho”, afinal, ele possui interessantes recursos gráficos. Mas como fazer isso se o PowerPoint só gera slides no formato paisagem, sendo que o cartaz deve estar no formato retrato? Ao contrário do que muita gente pensa, o PowerPoint é capaz sim de gerar slides na orientação retrato:

– No PowerPoint 2003, vá em Arquivo / Configurar página. Na janela que surgir, escolha a orientação Retrato no campo Slides;

– No PowerPoint 2007, vá ao menu Design e, na opção Orientação do Slide, escolha Retrato.

imagem item 4

                                                                  Slide na orientação Retrato

5 – Insira imagens corretamente para evitar corrompimento do arquivo

Muita gente costuma inserir imagens no PowerPoint usando o recurso “copiar e colar”. A princípio, isso pode não trazer nenhum problema, mas se sua apresentação tem muitos slides com figuras inseridas dessa forma, pode ser que alguma deixe de ser exibida durante a apresentação ou, no pior dos casos, o arquivo pode ficar corrompido por completo. Para diminuir as chances desses problemas ocorrerem, insira as imagens da maneira correta:

– No PowerPoint 2003, vá em Inserir / Imagem / Do arquivo. Na janela que surgir, vá ao diretório onde a figura está armazenada e selecione-a;

– No PowerPoint 2007, vá ao menu Inserir e clique no botão Imagem. Na tela que surgir, vá à pasta onde a figura esta armazenada e selecione-a.

Se você constatar que uma imagem que você quer inserir está no formato Bitmap (.bmp), considere converter esse arquivo para um formato mais leve, como JPEG (.jpg). Dessa forma, o tamanho do arquivo do PowerPoint não ficará grande.

6 – Crie álbuns de fotografia rapidamente

Pouca gente sabe disso, mas o PowerPoint permite a criação de álbuns de fotografia de maneira descomplicada e em poucos minutos. Para isso:

– No PowerPoint 2003, vá em Inserir / Imagem / Novo Álbum de fotografias. Na janela que abrir, clique no botão Arquivo/disco para localizar a pasta que contém as fotos. Note que você pode selecionar todas as imagens do diretório. Quando esse processo for concluído, você pode excluir ou alterar a ordem das fotografias na opção Fotografias no álbum. No campo Layout do álbum, você pode escolher se quer ver uma ou mais fotos por slide;

– No PowerPoint 2007, vá ao menu Inserir, clique em Álbum de Fotografias e, por fim, em Novo Álbum de Fotografias. Clique no botão Arquivo/disco para localizar a pasta que contém as fotos. Note que você pode selecionar todas as imagens de uma só vez. Feita a seleção, você pode excluir ou alterar a ordem das fotografias na opção Fotografias no álbum. No campo Layout do álbum, você pode escolher se quer uma ou mais fotos por slide. Note que também há um botão que permite exibir slides abaixo da fotografia e outro que faz com que as imagens fiquem todas em preto e branco.

imagem item 6

                                           Criando álbum de fotos no PowerPoint

7 – Cuidado com a escolha das fontes

Você criou uma apresentação muito bacana, mas ao abrí-la em outro computador, percebeu que uma das fontes que escolheu é diferente. Isso certamente ocorreu porque essa fonte não está instalada no computador em questão. Para evitar problemas desse tipo, utilize apenas fontes que você sabe serem comuns, como Arial, Verdana, Times New Roman e Tahoma.

8 – Mude a posição dos slides rapidamente

Precisa mudar a posição de algum slide? É fácil:

– No PowerPoint 2003, vá em Exibir e escolha Classificação de Slides (ou clique no botão Modo de Classificação de Slides). Na tela que surgir, basta arrastar com o mouse o slide para posição desejada;

– No PowerPoint 2007, clique no botão Classificação de Slides ou vá ao menu Exibição e escolha o referido botão. Agora, basta arrastar com o mouse qualquer slide para a posição que quiser.

9 – Não insira muito texto

Numa apresentação, não é conveniente exibir slides com muito texto. A melhor opção é inserir apenas tópicos que dão destaque ao que você vai abordar. No entanto, se a inserção de textos longos realmente for necessária, divida-o em vários slides, já que mantê-lo em um slide só exigirá um tamanho de fonte pequeno, coisa que pode atrapalhar a leitura de quem está longe da tela.

10 – Mova itens nos slides com precisão

Se você inseriu uma figura ou um objeto qualquer em um slide, pode necessitar posicioná-lo de maneira precisa. Uma das formas para isso é selecionar o item e movimentá-lo usando as teclas de seta do teclado. Todavia, essas teclas fazem com que o objeto dê pequenos “pulos” para se movimentar. Para fazer com que o item se mova de forma contínua, sem os pequenos pulos, selecione-o e utilize as teclas de seta mantendo o botão Ctrl do teclado pressionado. No PowerPoint 2003, essa mesma instrução vale para redimensionar o tamanho dos itens do slide.

11 – Insira caracteres e símbolos especiais

Precisa inserir caracteres ou símbolos especiais, como eurosinal de desigualdadecopyright, entre outros? É fácil:

– Na versão 2003, clique em uma caixa de texto qualquer ou insira uma e vá em Inserir / Símbolo. Agora, escolha o caractere que quiser;

– No PowerPoint 2007, insira uma caixa de texto ou crie uma, vá em Inserir e clique no botão Símbolo. Em seguida, basta selecionar o caractere desejado e clicar em Inserir.

Note que essa opção somente é acessível durante a manipulação de textos.

12 – Salve seus slides como imagem

Como diz a dica número 4, o PowerPoint pode ser usado como um “quebra galho” para a geração de trabalhos gráficos. Se você fez um cartaz, por exemplo, provavelmente irá querer tê-lo em um formato de imagem. Para isso, faça o seguinte:

– No PowerPoint 2003, vá em Arquivo / Salvar como e, no campo Salvar como tipo:, escolha um dos formatos de imagem disponíveis: GIF, JPEG, PNG, TIFF ou BMP;

– Na versão 2007 do software, clique no botão Office, vá em Salvar Como e selecione Outros Formatos. Depois, escolha um dos tipos de imagem disponíveis (são os mesmos da versão 2003).

Note que se a apresentação tiver mais de um slide, o programa poderá perguntar se você quer salvar todos os slides como imagem ou somente o atual.

13 – Use grades para posicionar melhor os itens do slide

Se os slides de sua apresentação forem muito detalhados, talvez o uso de grades lhe ajude a posicionar melhor todos os itens. Para ativar essa opção, clique com o botão direito do mouse sob o slide atual e escolha a opção Grades e Guias. Na janela que surgir, escolha o espaçamento desejado e clique no botão Exibir grade na tela. Para desativar esse item, basta executar o procedimento contrário.

imagem item 13

                                                            Slide com grades

Note que as grades servem apenas para ajudá-lo no posicionamento dos itens, portanto, não aparecerão durante a apresentação. O procedimento acima vale para ambas as versões do PowerPoint tratadas nesta página.

14 – “Escreva” no slide durante a apresentação

Se você quiser destacar uma palavra, uma frase ou qualquer outro item do slide durante a apresentação, basta clicar com o botão direito do mouse no slide e escolher Opções de ponteiro. Nesse menu, escolha uma caneta ou o marca-texto. Agora, você poderá “rabiscar” o slide e fazer os destaques que quiser. Note que, quando você finalizar ou mudar de slide, o programa perguntará se você quer salvar esses “rabiscos”. Essa dica vale para ambas as versões do PowerPoint tratadas aqui.

15 – Mova slides de uma apresentação para outra

Você está trabalhando em uma apresentação e se lembra de alguns slides de outro arquivo que seriam úteis. Deve ser difícil copiar de um arquivo para o outro, não? Na verdade, esse procedimento é muito simples. Em primeiro lugar, abra ambas as apresentações e:

– No PowerPoint 2003, vá em Exibir e escolha Classificação de slides. Faça isso nas duas apresentações. Em seguida, vá ao menu Janela e clique em Organizar todas. Ambas as apresentações serão exibidas ao mesmo tempo, lado a lado. Agora, basta arrastar os slides que quiser de uma para a outra;

– Na versão 2007, vá em Exibição e clique no botão Classificação de Slides. Faça esse procedimento nos dois arquivos. Depois, ainda em Exibição, vá à área Janela e clique em Organizar todas. Note que o PowerPoint exibirá ambos os arquivos ao mesmo tempo, um ao lado do outro. Agora, basta arrastar os slides desejados de uma apresentação para a outra.

imagem item 15

                   Apresentações lado a lado: basta arrastar os slides de um lado para o outro.

Para fazer com que o PowerPoint volte a exibir uma apresentação por vez, basta clicar no botão Maximizar (o botão do meio dos três que aparecem no canto superior direito) de qualquer arquivo.

 

Escrito por Emerson Alecrim da Infowester

Você sabe como repetir planos de fundo no PowerPoint?

Olá pessoal!

Vejam a seguir uma dica interessante, principalmente para quem está sempre idealizando apresentações PowerPoint.

Obs: Esta dica é para quem estiver utilizando o PowerPoint 2010.

———————————–

Fonte: http://www.ehow.com.br/

Se você criou uma apresentação de PowerPoint utilizando um plano de fundo complexo e personalizado, saiba que é possível ganhar tempo copiando-o para suas próximas apresentações. Isso também lhe permite reutilizar artes baseadas em arquivos de imagem antigos. O PowerPoint inclui a ferramenta “Reutilizar Slides”, que importa temas de outras apresentações para um documento atual. Com isso, é possível aplicar qualquer plano de fundo em uma apresentação.

Acompanhe a seguir os principais passos para isso:

Imagem1

Abra uma nova apresentação em branco no PowerPoint;

  1. Clique em “Novo slide” na guia de grupos de slides e selecione “Reutilizar slides

  2. Clique em “Importar”, no painel “Reutilizar slides”, e selecione “Importar arquivos”. Dê um clique duplo na apresentação que contém o plano de fundo a ser copiado.

  3. Marque a opção “Manter formatação original” e clique no slide que contém o plano de fundo desejado.

  4. Clique na visualização de slide, do lado esquerdo, na qual deseja aplicar o plano de fundo. Para aplicá-lo em vários slides, mantenha pressionada a tecla “Ctrl” e clique em cada um, ou clique em um arquivo e pressione “Ctrl-A” para selecionar todos de uma só vez.

  5. Clique com o botão direito do mouse em qualquer slide, selecione “Layout” e clique na visualização de slide que contém o plano de fundo. Isso aplicará o fundo em todos os slides selecionados.

  6. Clique no último slide da apresentação, que deverá ser o único copiado da apresentação original, e pressione “Excluir” para removê-lo. Ele será removido, mas o tema permanecerá nos outros slides.

    ———————————-

    R2 Creative – Um mundo das apresentações especiais!

    “Entre em contato e peça já o seu orçamento sem compromissos!

    ———————————-

R2 CREATIVE

Olá pessoal!

Vejam a seguir uma dica interessante, principalmente para quem está sempre idealizando apresentações PowerPoint.

Obs: Esta dica é para quem estiver utilizando o PowerPoint 2010.

———————————–

Fonte: http://www.ehow.com.br/

Se você criou uma apresentação de PowerPoint utilizando um plano de fundo complexo e personalizado, saiba que é possível ganhar tempo copiando-o para suas próximas apresentações. Isso também lhe permite reutilizar artes baseadas em arquivos de imagem antigos. O PowerPoint inclui a ferramenta “Reutilizar Slides”, que importa temas de outras apresentações para um documento atual. Com isso, é possível aplicar qualquer plano de fundo em uma apresentação.

Acompanhe a seguir os principais passos para isso:

Imagem1

Abra uma nova apresentação em branco no PowerPoint;

  1. Clique em “Novo slide” na guia de grupos de slides e selecione “Reutilizar slides

  2. Clique em “Importar”, no painel “Reutilizar slides”, e selecione “Importar arquivos”. Dê um clique duplo na apresentação que contém o plano de fundo a…

Ver o post original 149 mais palavras

Os 5 estágios de maturidade no Marketing de Conteúdo

Olá pessoal!

Compartilhando com vocês um artigo da Contentools.

Espero que gostem e os ajude em suas decisões e aplicações.

mkt conteudo contentools

O conhecimento dos estágios da maturidade do marketing de conteúdo é essencial para que as empresas possam entender onde estão e, consequentemente, aonde chegarão em suas estratégias digitais. Algumas questões ajudam a nortear em que estágio uma empresa se encontra. Vamos conhecer melhor cada um deles?

1. Fase inicial

Nessa fase, o foco está totalmente sobre o conteúdo produzido. A empresa investe na elaboração de materiais, mas em geral é por alguma exigência de mercado.

Exemplos: comunicados de imprensa (press releases), folders e novidades sobre produtos e serviços, encartes para publicações do setor e notícias de eventos internos.

Nesta etapa poucos recursos são alocados para o Marketing de Conteúdo e em geral as organizações neste estágio não estão com a visão de expandir seus negócios ou sair do local em que estão (pelo menos até que os concorrentes comecem a superá-las).

2. Fase de germinação

Aquela sementinha do conteúdo já conseguiu vencer barreiras internas e a empresa passa a acreditar no potencial dos conteúdos. Procuram ferramentas que garantam maior visibilidade a seus conteúdos em sites de buscas, já pensa em SEO e pesquisa palavras-chave que poderia usar.

Empresas nesta fase costumam por consequência colher rapidamente suas recompensas. Mas, depois de um tempo, a visibilidade que continua alta já não corresponde mais em pedidos e vendas crescentes – o que é conhecido como ponto máximo do investimento.

3. Fase de crescimento

Nesta etapa, além dos conteúdos sobre os produtos e serviços oferecidos, a empresa passa a produzir conteúdos informativos e úteis aos clientes.

São exemplos: guias de compras e checklists, conselhos sobre como obter mais valor de um produto ou serviço, artigos e posts sobre novidades no mercado que podem impactar a vida dos clientes.

Empresas nesta fase acabam por atrair um número crescente de comunidades sociais nas quais os clientes não são apenas informados, mas na verdade podem sentir o que a marca representa.

4. Fase de destaque

Aqui o conteúdo já não é mais uma semente faz tempo. Ele se destaca, chama atenção para a empresa e atrai muitos interessados para sua sombra. Nesta fase a empresa possui o melhor conteúdo sobre sua área de atuação.

Ela é a referência, a autoridade por possuir sempre a informação adequada ou a melhor resposta para os clientes em seu seguimento. A divulgação de conteúdos em mídias sociais e sites de parceiros são imprescindíveis para caracterizar a facilidade na obtenção destas informações.

5. Fase frutífera

Nesta fase os conteúdos gerados pela empresa para seus clientes são tão bons e úteis que acabam por gerar receita. A empresa já possui controle sobre o quanto investe na produção e na divulgação de conteúdos, quantos interessados atrai, qual o percentual de conversão em prospects e também quantos negócios são fechados. Ou seja, o funil de vendas do marketing digital fica completo e a empresa colhe os frutos, separa sementinhas e as replanta para criar um lucrativo pomar com a organização e divulgação de seus conhecimentos.

Com qual fase você se identifica?

A partir do conhecimento dos estágios de maturidade do Marketing de Conteúdo é possível que as empresas identifiquem em qual fase estão e quais os esforços necessários para se chegar às outras etapas.

Veja a seguir o infográfico:

infográfico_maturidade_conteúdo

As 10 dicas para tirar o máximo proveito do LinkedIn

linked-in-HMG-Creative

 

Por Fernando Freitas

 

Fernanda Brunsizian, durante o evento: "67% dos usuários do LinkedIn já estão fora dos EUA" (foto: Ricardo Akam)

Fernanda Brunsizian, durante o evento: “67% dos usuários do LinkedIn já estão fora dos EUA” (foto: Ricardo Akam)

São nada menos que 300 milhões de usuários espalhados pelos quatro cantos do planeta. Destes, 6% estão concentrados no Brasil, que reúne 18 milhões de internautas que utilizam a rede e ocupa a terceira posição no ranking global, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e Índia. Sim, estamos falando dele: o LinkedIn, maior rede social com foco corporativo do mundo e que, de acordo com a própria equipe da marca, mantém seu crescimento em ritmo acelerado. “São dois novos usuários por segundo”.

Veja a seguir alguns recursos:

1) Tenha um perfil completo
O ideal é ser objetivo e direto, mas sem deixar de preencher todas as informações. Para o sumário, a recomendação é contar a sua história num máximo de dois parágrafos, focando nos resultados que você ajudou as empresas a conquistar. Na experiência, indique os trabalhos anteriores que você realizou, sendo que adicionar fotos, vídeos e apresentações relacionadas às suas atividades consiste numa excelente estratégia. Já quanto aos idiomas, relacione as línguas nas quais você se comunica e o nível de proficiência em cada uma delas. Outra sugestão é de que palavras específicas de cada área devem ser utilizadas (e são até preferíveis). Para quem trabalha com Comunicação, por exemplo, valer-se da expressão “media training” é melhor que tentar explicar que este serviço consiste num “treinamento para executivos aprenderem a lidar com a mídia”. Isto porque, caso alguém vá buscar o perfil de um profissional deste segmento, muito provavelmente utilizará os termos do próprio filão. “Tudo funciona com base em palavras-chave”, explica Fernanda, que atua em São Paulo, onde fica o escritório do LinkedIn para toda a América Latina.

2) Coloque uma foto
Perfis com a foto do usuário são 14 vezes mais visualizados que aqueles sem imagem. Uma forma de aumentar a sua visibilidade, então, é valendo-se deste importante recurso. Por isso, escolha o seu melhor ângulo, capriche no enquadramento e bons negócios!

3) Customize sua URL
O endereço do seu perfil no LinkedIn pode ser customizado. Para isso, basta acessar o menu “perfil” e, em seguida, selecionar a opção “editar perfil”. Depois, é só clicar no item “editar”, que vem ao lado do link exibido logo abaixo da sua foto. Na nova janela que irá abrir, na caixa “URL de perfil público”, escolha a opção “personalize a URL de perfil público” e informe como gostaria que a sua URL ficasse. Como dica, a gerente sugere utilizar seu nome e sobrenome, caso a combinação esteja disponível. “É mais uma forma de você ser encontrado”, enfatiza ela, lembrando que as palavras da URL são indexadas nas pesquisas do Google.

4) Adicione suas conexões
As pessoas com as quais você tem interesses em comum devem ser o foco. Colegas de trabalho e de faculdade, por exemplo, são excelentes opções. Aqui, Fernanda também aproveita para fazer a seguinte indicação: “primeiro, tente encontrar seus contatos através da própria rede. Só envie um e-mail com convite se eles ainda não fizerem parte do LinkedIn. Isto porque você corre o risco de mandar o convite para um endereço eletrônico e a pessoa já ser usuária da rede, utilizando outro”, diz.

5) Siga empresas
O objetivo, aqui, é manter-se informado sobre as corporações que lhe interessam. Por isso, siga tanto aquela em que você trabalha, quanto outras que, por algum motivo, chamem a sua atenção – como uma companhia que você admira e/ou alguma outra na qual você gostaria de trabalhar, por exemplo. “Com isso, todas as atualizações feitas na página da empresa poderão ser visualizadas por você”, pontua a gestora.

6) Siga influenciadores
Tratam-se de líderes de peso no mercado, convidados para escrever conteúdos para o LinkedIn. Você pode seguir tanto canais específicos, quanto os próprios influenciadores, sendo que há mais de 500 opções disponíveis. “São pessoas que podem nos dar novas ideais”, ressalta ela, que também é sincera ao avaliar o atual escopo da página: “hoje, um ponto negativo é que ainda não existe um sistema de buscas por nome. Para encontrar um determinado influenciador, então, é preciso ler toda a lista”, opina.

7) Participe de grupos
Neles, há a possibilidade de debater temas que sejam do seu interesse e, de quebra, conhecer pessoas que também se interessam pelo mesmo assunto. Atualmente, há mais de 2 milhões de grupos disponíveis e, muito provavelmente, a sua área de atuação conta com algumas opções interessantes. Mas lembre-se: cada usuário pode integrar um máximo de 50 grupos. “Ultrapassando isso, acreditamos que prejudica uma participação efetiva”, revela a profissional.

8) Compartilhe
Compartilhar o conteúdo de alguém aumenta as chances de o mesmo ser visto. Por isso, prestigie tanto os posts das suas conexões (aqueles que você efetivamente julgar interessantes), quanto os seus. Fernanda elenca algumas possibilidades: “você pode compartilhar artigos, notícias ou suas próprias atividades: eventos, conferências, apresentações”.

9) Plataforma de Publicação
Esta plataforma permite que você publique textos mais longos. Segundo a própria gestora, ela dá uma mãozinha para quem deseja ‘ganhar seguidores e ampliar sua comunidade’. O bacana é que tanto as suas conexões quanto os seus seguidores poderão visualizar os posts. Não há, então, a necessidade de ser uma conexão direta para ter acesso ao conteúdo, o que aumenta a visibilidade e o impacto das suas mensagens.

10) Encontrar pessoas
No LinkedIn – assim como no ambiente corporativo –, ter as conexões certas é fundamental. Para auxiliar os usuários também neste ponto, Fernanda cita as ferramentas de busca avançada e pesquisa booleana. “Consiste no mesmo tipo de pesquisa utilizada por recrutadores profissionais e permite encontrar pessoas com um perfil específico”.

Apresentações Profissionais e Acadêmicas: crie a sua e expanda sua marca pessoal e profissional

slide r2

Olá pessoal!

Apresento-lhes a agência R2 Creative, cuja especialização é a criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas, além de outros produtos voltados à melhor comunicação de pessoas e empresas.

slide r2-1

Em nossos contatos com clientes que já estiveram conosco, percebemos um avanço considerável nos resultados de campanhas que eles realizaram utilizando a Apresentação como uma das ferramentas de contato com seu público e isto nos deixou muito feliz, pois atingiu o objetivo proposto.  Através de belas criações, formatos e resultados,  é possível atender a todos com muita criatividade dos designers, comprometidos em elaborar o melhor, justamente para atender as expectativas. Os formatos mais procurados nos últimos tempos estão sendo Apresentações Power Point e After Effects.

slide r2-2

Apresentações são excelentes instrumentos, que, se bem utilizados, podem realmente trazer ótimos resultados. Não adianta criar uma e não divulgá-la apropriadamente. Com o advento da tecnologia de ponta atual, com constantes atualizações diárias, que tornam hoje obsoletas as inovações de ontem, utilizar as ferramentas ideais e adequadas como as Apresentações, torna-se uma “arma” fundamental para acessar e atingir os objetivos desejados.

Minha atuação é na área comercial, mas de vez em quando acompanho o planejamento e trabalho dos(as) designers e não me canso de ver como as ideias fluem, surgindo belíssimas criações, tanto em Apresentações como em outros produtos também.

slide r2-3

Seja ela pessoal, corporativa ou destinada a eventos, Apresentações são armas poderosas de comunicação e até para o entretenimento, dependendo do estilo criativo. Por exemplo, para uma empresa, a comunicação é estratégica e colabora para o desenvolvimento do planejamento e seus resultados, enquanto que para uma pessoa, o ideal é falar de si mesmo ou de seu negócio ou produto. Uma boa estratégia de comunicação contribui para uma empresa ou negócio de sucesso e as apresentações colaboram muito para este contexto.

slide r2-4

Faça o seu planejamento e deixe a criação conosco. Se preferir podemos planejá-la juntos!

Será ótimo poder ajuda-la(o).

Conheça o trabalho da R2 Creative! Visite o Portfólio! Baixe a Apresentação Institucional

 Ótimo ano a todos!

Pacotes de Criação de Apresentações: Que formato você prefere?

Sejam bem vindos à R2 Creative!

Olá pessoal,

Uma forma que a R2 Creative encontrou para oferecer alternativas e dinamizar a criação de apresentações foi a idealização de diversos pacotes que nos permitem atender a todas as pessoas e empresas que nos procuram para ajudá-los na apresentação de ideias, conceitos, projetos, produtos, serviços, etc.

Foi pensando na “variabilidade” de desejos e condições, que planejamos diversos formatos diferentes, podendo desta maneira, criar projetos para cada tipo de público.

Para conhecer os nossos pacotes de criação vejam a seguir um resumo de cada um:

modalidades_a4 (1)

Acessem e conheçam amostras de nossos trabalhos em nosso PORTFÓLIO.

O que representam as Apresentações Pessoais?

acadêmicos

Olá pessoal!

Hoje queremos falar com vocês sobre a importância das Apresentações Pessoais e o que elas podem representar em nossa busca por novas conquistas.

Podemos dizer que são divididas em vários tipos de ação e dependendo do objetivo a ser atingido, transmitirão as informações necessárias para que tudo aconteça conforme seu planejamento. Por exemplo: se alguém tem um projeto pessoal e pretende apresentá-lo em algum local a fim de obter apoio, patrocínio, parcerias, etc., pode ter em mãos uma apresentação criada exclusivamente para esta finalidade, com todos os elementos necessários e impacto visual de excelente qualidade que irão permitir a potencialização de possibilidades de sucesso em sua busca.

Slide1
Outra forma bastante utilizada atualmente e que está ganhando adeptos pela qualidade e resultados é a criação de Currículos Profissionais no formato de apresentação, produzindo alguns efeitos interessantes nos locais onde são enviadas. É bom deixar claro que isso por si só não garante o êxito completo, pois cada empresa utiliza métodos diferenciados de seleção, porém, podem deixar uma ótima impressão no momento de decidirem, em caso de haver mais de um candidato com possibilidades de contratação.

A procura de profissionais liberais em terem à disposição uma apresentação de qualidade em suas mãos, fortalece a sua forma de se comunicar com seu público de forma mais eficiente e eficaz, surtindo resultados muito bons.

Professores, alunos, palestrantes e profissionais da área de eventos observaram que melhorar a qualidade de suas apresentações podem surtir excelentes resultados, “prendendo” mais a atenção da platéia e transmitindo a informação de forma mais precisa, organizada e aspecto visual melhor.

christopher_galvao

Podemos citar até profissionais que estão criando canais de comunicação na internet e que perceberam que não basta querer apenas se comunicar, tem de fazê-lo com muito mais qualidade para a obtenção do resultados desejado.

Slide2

Enfim, existem inúmeras oportunidades de utilizar esta maravilhosa ferramenta para enriquecer sua comunicação com o mundo.

O que você pensa sobre isso? Está se comunicando com qualidade? Está impressionando seu público? Entre em contato agora e conheça mais!

Uma mensagem para você!

Olá pessoal!

Final de 2015 se aproximando e surgindo a possibilidade de agradecermos o ano que passou e desejar votos de alegria e sucesso a todos aqueles que estiveram conosco nesta jornada.

Estar com vocês foi ótimo e representou a oportunidade de colocarmos em prática nossas habilidades e conhecimentos à serviços de empresas e pessoas. Foi realmente muito bom ter estado com cada um de vocês! Por isso, deixamos abaixo uma breve mensagem para lembrar esta importante passagem para todos nós.

Um feliz 2016 a todos!

Mensagem r2 final de ano

R2 Creative: Especializados na Criação de Apresentações Profissionais

Porque buscar qualidade em Apresentações Acadêmicas?

Slide13

Olá pessoal!

Todos aqueles que já vivenciaram experiências e tiveram  privilégio de estudar em Instituições de Ensino Superior, já transmitiram seus conhecimentos através de trabalhos e projetos internos e externos, tão necessários em demonstrar quanto os alunos aprenderam e evoluíram em função dos ensinamentos ministrados por doutores, mestres e especialistas. É nesta hora que surge a oportunidade de mostrar o talento natural de cada um, de colocar em prática o conhecimento adquirido e mostrar aos seus mestres que entenderam o conteúdo oferecido.

Uma das ferramentas mais utilizadas por alunos e professores em um ambiente de ensino são as APRESENTAÇÕES, excelentes ferramentas que, quando bem planejadas e criadas, oferecem um diferencial maior no momento da exposição e consequentemente, proporcionando melhores avaliações e notas em seus trabalhos. Não importa a ferramenta utilizada, software ou aplicativo, as Apresentações são fundamentais para que o resultado seja sempre melhor.

Agora imagine você criar o seu projeto e colocá-lo em uma Apresentação idealizada com qualidade e impacto visual, mostrando com clareza, simplicidade e beleza, todo o conteúdo que deseja transmitir. Fatalmente irá prender a atenção da platéia e proporcionar melhores notas e avaliações.

slide 17

Foi pensando nisso que a R2 Creative idealizou um pacote para atender este público. Foi então criado o PACOTE ACADÊMICO, que contém todos os elementos necessários, como qualidade, prazos e valores à altura da importância dos trabalhos e acessíveis a todos.

A partir de informações enviadas pelo aluno, professor ou até mesmo um profissional da área, são criados elementos, animações e transições capazes de transmitir o conteúdo de maneira a realmente impressionar, com o aluno demonstrando, já nesta fase de sua vida, a visão para estar oferecendo o melhor conteúdo, seja na sua vida pessoal, acadêmica ou profissional.

Então convido a todas as pessoas que transitam pelas instituições de ensino de todo o país para conhecerem a possibilidade de se apresentar bem e tornar-se um diferencial competitivo.

Sucesso a todos vocês!

cartaz R2_anuncio acadêmico

____________________________________

Entre com CONTATO conosco e deixe-nos ajudá-lo a encontrar a sua melhor opção.

Acesse nossa área de PORTFÓLIO e conheça algumas de nossas criações.

R2 Creative – O mundo da criação de Apresentações Profissionais, Pessoais e Acadêmicas.

___________________________________

Apresentações Pessoais e Profissionais

Slide12

O mercado profissional e até o informal está em constante fase de mutações. Todos os dias surgem novidades quando o assunto é comunicação, marketing, divulgação, etc.

Marketing de Conteúdo, Geração de leads, Sites Modernos em modelos responsivos, Redes Sociais cada vez mais preparadas para oferecer alternativas interessantes, estão hoje preparadas para hospedar diversos meios de comunicação, sendo as apresentações uma delas.

Uma avalanche de possibilidades está inundando o mercado e que após o advento da internet, permite a aproximação em tempo real com qualquer parte do planeta.

Dentre todas essas possibilidades, existem elementos criativos que compõem este maravilhoso cenário e entre eles eu destaco as Apresentações, como uma das mais interessantes e úteis quando desejamos nos comunicar e divulgar o que somos e o que fazemos de maneira efetiva em todos os sentidos, pois, salvo algumas exceções, são de curta duração, objetivas, práticas e passam a mensagem necessária que o interlocutor deseja transmitir ao seu público. Não importa o software ou aplicativo usado para criá-las, hoje em dia podem ser visualizadas em todos os canais possíveis de comunicação (TV, Banners Eletrônicos, Totens, Sites, Nuvens, Aplicativos, Computadores, Tablets, Celulares, etc.)

A R2 Creative utiliza diversas formas e pacotes para a criação das apresentações e não está somente preocupada em vender produtos ou serviços, mas tem a constante preocupação em orientar o cliente em todas as etapas para que ele possa ter acesso à melhor apresentação que corresponda às suas expectativas.

Apresentação pessoal, profissional, institucional, para negócios, lançamento de produtos, divulgação de serviços e oportunidades, trabalhos acadêmicos, para quem quer conseguir um emprego, etc, enfim, são inúmeras possibilidades, todas esperando por você que deseja dar um “Up” em sua vida pessoal e profissional e colocar o seu negócio em evidência.

Entre com CONTATO conosco e deixe-nos ajudá-lo a encontrar a sua melhor opção.

Acesse nossa área de PORTFÓLIO e conheça algumas de nossas criações.

R2 Creative – O mundo da criação de Apresentações Profissionais, Pessoais e Acadêmicas.

Os 5 estágios de maturidade no Marketing de Conteúdo

R2 Creative

Especializada na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas.

____________________________________________

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar um artigo do site http://contentools.com.br, que trata sobre uma das ferramentas mais utilizadas hoje em dia quando o objetivo é comunicar-se e fazer a diferença.

Esperamos que aproveitem o conteúdo.

O conhecimento dos estágios de maturidade no Marketing de Conteúdo é essencial para que as empresas possam entender onde estão e, consequentemente, aonde chegarão em suas estratégias digitais. Algumas questões ajudam a nortear em que estágio uma empresa se encontra. Vamos conhecer melhor cada um deles?

1. Fase inicial

Nessa fase, o foco está totalmente sobre o conteúdo produzido. A empresa investe na elaboração de materiais, mas em geral é por alguma exigência de mercado.

Exemplos: comunicados de imprensa (press releases), folders e novidades sobre produtos e serviços, encartes para publicações do setor e notícias de eventos internos.

Nesta etapa poucos recursos são alocados para o Marketing de Conteúdo e em geral as organizações neste estágio não estão com a visão de expandir seus negócios ou sair do local em que estão (pelo menos até que os concorrentes comecem a superá-las).

2. Fase de germinação

Aquela sementinha do conteúdo já conseguiu vencer barreiras internas e a empresa passa a acreditar no potencial dos conteúdos. Procuram ferramentas que garantam maior visibilidade a seus conteúdos em sites de buscas, já pensa em SEO e pesquisa palavras-chave que poderia usar.

Empresas nesta fase costumam por consequência colher rapidamente suas recompensas. Mas, depois de um tempo, a visibilidade que continua alta já não corresponde mais em pedidos e vendas crescentes – o que é conhecido como ponto máximo do investimento.

3. Fase de crescimento

Nesta etapa, além dos conteúdos sobre os produtos e serviços oferecidos, a empresa passa a produzir conteúdos informativos e úteis aos clientes.

São exemplos: guias de compras e checklists, conselhos sobre como obter mais valor de um produto ou serviço, artigos e posts sobre novidades no mercado que podem impactar a vida dos clientes.

Empresas nesta fase acabam por atrair um número crescente de comunidades sociais nas quais os clientes não são apenas informados, mas na verdade podem sentir o que a marca representa.

4. Fase de destaque

Aqui o conteúdo já não é mais uma semente faz tempo. Ele se destaca, chama atenção para a empresa e atrai muitos interessados para sua sombra. Nesta fase a empresa possui o melhor conteúdo sobre sua área de atuação.

Ela é a referência, a autoridade por possuir sempre a informação adequada ou a melhor resposta para os clientes em seu seguimento. A divulgação de conteúdos em mídias sociais e sites de parceiros são imprescindíveis para caracterizar a facilidade na obtenção destas informações.

5. Fase frutífera

Nesta fase os conteúdos gerados pela empresa para seus clientes são tão bons e úteis que acabam por gerar receita. A empresa já possui controle sobre o quanto investe na produção e na divulgação de conteúdos, quantos interessados atrai, qual o percentual de conversão em prospects e também quantos negócios são fechados. Ou seja, o funil de vendas do marketing digital fica completo e a empresa colhe os frutos, separa sementinhas e as replanta para criar um lucrativo pomar com a organização e divulgação de seus conhecimentos.

Com qual fase você se identifica?

A partir do conhecimento dos estágios de maturidade do Marketing de Conteúdo é possível que as empresas identifiquem em qual fase estão e quais os esforços necessários para se chegar às outras etapas.

Veja a seguir o infográfico:

infográfico_maturidade_conteúdo

_______________________________________

R2 Creative

Especializada na criação de Apresentações Profissionais e Acadêmicas.

A primeira lei do Novo Marketing

R2 Creative – Especializada na criação de Apresentações

(PPT – PREZI – FLASH – KEYNOTE – 2D – 3D)

———————————-

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar mais uma publicação do pessoal da Resultados Digitais relacionado a ações de marketing.

Todo processo é dinâmico e está em constante mutação e este artigo vem mostrar que essa evolução não deve ficar somente na preparação ou planejamento, mas em ações efetivas durante estas fases, permitindo um alcance e resultados melhores para pessoas ou empresas.

Uma ótima leitura a todos!

Fonte: http://resultadosdigitais.com.br/ Por André Siqueira

diferença-mala-direta-e-spam

Indo um pouco mais fundo, cheguei a conclusão de que essa imagem retrata o que deveria ser a primeira lei do novo marketing.

A primeira lei do Novo Marketing: Empatia

Existem definições bastante complexas de empatia, mas como gostamos de simplificar, vamos ficar com a seguinte: empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Como gostam de dizer os americanos, é colocar o sapato do outro, entender onde o calo aperta.

Parece que muitos dos diretores de marketing de hoje se esquecem do que nossas mães nos ensinam desde pequenos: não faça com os outros aquilo que você não quer que façam com você.

Se colocar na posição de consumidor ao receber o marketing deve ser o primeiro passo antes de realizar qualquer ação. É preciso ser mais imparcial e acabar com a mania de achar que só porque é a sua empresa as pessoas vão gostar.

O que não funciona

Se você se colocar na posição de consumidor vai perceber que algumas coisas não funcionam:

  • Você odeia receber ligações de telemarketing, mala direta não solicitada e spam na caixa de emails.
  • Você não segue perfis no Twitter que não compartilham conteúdo relevante e não segue de volta qualquer spammer que comece a te seguir.
  • Você não gosta quando precisa de atendimento da empresa e não obtém nenhuma resposta.

O que funciona

Por outro lado, se pararmos para pensar em como agimos diariamente, vamos perceber diversas coisas que funcionam bem:

  • Você acompanha blogs relevantes da sua área de atuação e compartilha o conteúdo sempre que acha interessante.
  • Você fica feliz quando é bem atendido por uma empresa e ela resolve seus problemas.
  • Você segue somente as pessoas/empresas com quem você interage e te geram valor.

Conclusão

Se você já conhece o que é bom e o que não é, o que funciona e o que não funciona, por que então continuar investindo naquilo que não funciona?

Antes de executar a sua ação de marketing, sempre pense: o conteúdo vale o retweet? Eu marcaria o email como spam? Se fosse outra empresa que não a minha, essa ação teria relevância ou seria só mais um incômodo?

Nem sempre isso é suficiente, mas sem dúvida já é um ótimo começo.

O que é e para que serve gestão de Leads?

—————————————————-

R2 Creative – Especializada na criação de Apresentações

(PPT – PREZI – FLASH – KEYNOTE – 2D – 3D)

—————————————————-

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar com vocês um artigo do pessoal da Resultados Digitais, relacionado à Gestão de Leads.

Num mundo onde a inovação tecnológica trás novidades todos os dias, a comunicação e o envolvimento que é promovido através dos canais existentes em todos os níveis, cria mecanismos próprios para sua execução e gestão. Tudo é muito dinâmico e novas ferramentas são atualizadas todos os dias com a finalidade de manter fiel a presença do público que desejamos contactar, seja para uma amizade ou até grandes processos empresariais.

Leiam a seguir um artigo sobre uma destas ferramentas, considerada de extrema importância na comunicação e acesso ao público em geral, principalmente os meios empresariais e de negócios:

Gestão de Leads (ou Lead Management, ou Marketing Automation) é um tema que tem ficado bastante em voga lá fora nos últimos tempos. Não à toa: se combinado com as diversas técnicas de atração que falamos constantemente aqui no blog, uma gestão de Leads bem feita tem poder de amplificar significativamente os resultados de negócio com Marketing Digital.

Isso porque, especialmente quando falamos de Marketing B2B, o processo de compra por parte do cliente não é feito de forma impulsiva. Há um ciclo bastante conhecido – e muitas vezes longo – pelo qual ele(a) passa:

O cliente potencial toma conhecimento do tema -> reconhece a necessidade/problema -> demonstra interesse em uma solução -> compara e avalia alternativas -> procede com a compra.

Em todas as etapas o prospect procura uma grande quantidade de informações. Não é difícil concluir que quanto mais a sua empresa ajudá-lo produzindo conteúdo para guiá-lo ao longo do processo, maiores são as chances dele escolher sua empresa ao final.

Além disso, um bom programa de gestão de Leads possui diversas outras vantagens:

  • Permite atrair e reter os potenciais clientes que ainda não estão no momento certo da compra, evitando o “tudo ou nada”;
  • Diminui a fricção no funil, e portanto, aumenta o número de oportunidades concretas geradas pela área de Marketing;
  • Encurta o ciclo de vendas pela educação e estímulo aos Leads;
  • Aumenta a eficiência e a produtividade da equipe de Vendas por entregar Leads mais preparados e no momento certo;
  • Aumenta a retenção do cliente depois da compra, também pela educação e relação de confiança.

Portanto, a missão de um programa de gestão de Leads é identificar os diferentes estágios pelos quais os potenciais clientes passam e alinhar as informações/conhecimentos adequados para entregá-los em cada estágio.

Mas antes de falarmos sobre gestão de Leads, precisamos definir o que é um Lead.

O que é um Lead?

Um Lead é uma oportunidade de negócio para a empresa. De forma mais concreta, Lead é alguém que forneceu suas informações de contato (nome, email, tel., etc.) em troca de uma oferta de valor no seu site (conteúdo, ferramenta, avaliação, pedidos sobre produto/serviço, etc.).

Assim, um Lead é alguém que já demonstrou interesse no tema do seu negócio e que provavelmente gostaria de ouvir mais da sua empresa, tanto em termos de conhecimento quanto sobre ofertas de produtos/serviços. Da mesma forma, é alguém que poderia ser abordado por um membro da equipe comercial, desde que seja o momento certo para tal.

A figura abaixo ilustra onde o Lead se encontra em um funil de vendas tradicional, e onde é a atuação de um programa de gestão de Leads:

Gestao-de-Leads-no-funil-de-vendas

Obs. Em outros tipos de negócio o conceito de Lead pode tomar formas diferentes. Ex.: um usuário cadastrado na versão de teste de um software, alguém que liga para a empresa para buscar mais informações, um assinante de um site de ecommerce, etc.

Por que se preocupar em gerar Leads ao invés de só tentar vender direto

Sobre esse tema já falamos diversas vezes, mas não custa reforçar. Para isso, vamos recuperar alguns trechos do post recomendado anteriormente sobre o conceito do Stadium Pitch do livro The Ultimate Sales Machine, uma das referências na área de Vendas.

O autor (Chet Holmes) identificou que para um mercado qualquer, o momento de compra dos clientes forma quase que um padrão. Segundo ele, apenas 3% do público está ativamente buscando opções e querendo comprar algo e cerca de 6-7% está aberto a propostas. O restante é apresentado na pirâmide abaixo:

leads momento da compra

Como alcançar então um percentual maior da pirâmide e ao mesmo tempo gerar mais credibilidade? É aí que entra a grande sacada do Stadium Pitch. Holmes convida os leitores para responder à seguinte pergunta: imagine um estádio inteiro cheio com os seus potenciais clientes e que você tivesse a oportunidade de falar para todos eles por alguns minutos. O que você falaria?

Grande parte das pessoas responde apresentando a história ou os benefícios do seu produto/serviço, ou seja, fazendo a venda direta. O problema é que basta começar a falar isso e 90% da pirâmide se levanta e vai embora.

Por esse motivo, o seu discurso – e inclua aí o seu blog, Twitter e Facebook, etc. – deve ser centrado em oferecer conteúdo útil para o cliente, independentemente do momento de compra que ele esteja. É preciso falar algo interessante para a pirâmide toda continuar ouvindo.

A geração de Leads vai ao encontro dessa estratégia. Se o site da sua empresa só tiver informações sobre seu produto/serviço, sua mensagem somente ressoará para aqueles 3% a 10% da parte de cima da pirâmide.

Para não “desperdiçar” os outros 90%, sua empresa pode criar ofertas de valor para capturar as informações de contato dessas pessoas e, ao longo do tempo, nutri-las para tentar transformá-las em oportunidades e vendas. (Confira aqui algumas dicas para geração de Leads)

Ainda assim, muitas empresas insistem em querer focar apenas nos prospects que já estão “prontos”, em nome de uma suposta produtividade. O que podemos dizer é que já vimos e ajudamos a fazer funcionar esta máquina de geração de Leads múltiplas vezes. Em todos os casos, não só o número de oportunidades e vendas totais aumentou significativamente, como também o custo de Marketing e Vendas foi ficando cada vez menor ao longo do tempo. Por consequência, essa máquina também é um excelente ativo e uma vantagem competitiva para a empresa a longo prazo.

Por que gerenciar Leads?

Com um trabalho bem feito de Atração e Conversão no topo do funil (figura acima), as empresas invariavelmente caem em um “problema”: o que fazer com tantos Leads?

Já que não podem/querem colocar a equipe comercial para entrar em contato com todos eles, a primeira reação geralmente é tentarspammear a base com suas ofertas de produtos. Isso não só é arriscado por queimar o canal desnecessariamente, mas também é pouco eficiente: segundo pesquisa do Marketing Sherpa com uma grande variedade de empresas B2B, em média 73% dos Leads não estão prontos para a venda.

Por isso, para a área de Marketing só gerar Leads não é suficiente. É preciso ter um processo que ajude os Leads a descer cada vez mais no funil de vendas e “separe o joio do trigo”, entregando para a área de Vendas os Leads com o perfil certo e que já estão mais propensos a comprar a solução.

O que há em um bom programa de gestão de Leads

Neste post não conseguiremos entrar nos detalhes de cada item, mas só para passar uma visão geral, elencamos abaixo quais são os componentes de um bom processo de gestão de Leads.

a) Gerar Leads;
b) Coletar informações de inteligência;
c) Implementar pontuação para os Leads;
d) Fazer a nutrição dos Leads;
e) Gerar oportunidades comerciais;
f) Mensurar e otimizar (com feedback de Vendas).

Esse processo parece complexo (de fato não é simples), mas esse “problema” da gestão de Leads só aparece quando já há um grande volume de geração de Leads e impossibilidade da área de Vendas dar conta de tantas oportunidades de forma produtiva. Por isso sempre recomendamos focar primeiro em volume, depois em otimização.

Recomendamos bastante o Webinar “Gestão de Leads”, em que falamos do assunto e entramos muito mais a fundo.

Fonte: http://resultadosdigitais.com.br/  by  Eric Santos

Cinco formas de usar Tablets em eventos

R2 Creative

“Um mundo de Apresentações Especiais”

—————————————————————-

Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar algumas dicas sobre Tablets, sua utilização profissional e possibilidades de utilização.

Inegavelmente os Tablets representam hoje um acessório com utilização em larga escala em todos os segmentos, sejam eles civis ou corporativos. A facilidade de manuseio, aliado às tecnologias existentes, garantem resultados admiráveis para pessoas e profissionais que fazem uso desta poderosa ferramenta. Não importa se será utilizado pela recepção de eventos ou pelos participantes, todas as situações são favoráveis quando seu uso é bem planejado.

Nós da R2 Creative não abrimos mão de estar com um nas nossas visitas a eventos, seja para networking, seja para divulgações sobre nossa agência ou até mesmo para atuações comerciais.

Vejam a seguir algumas dicas para você neste artigo da Promoview. Boa leitura! Esperamos que seja útil para você!

————————————————————–

“Tablets ampliam a experiência digital do participante e tornam seu evento mais sofisticado.”

Organizadores de eventos que desejam incrementar a experiência de seus eventos podem recorrer aos tablets. O uso das pranchetas eletrônicas – seja iPad, Android ou Windows Phone – torna mais sofisticada a interação com o usuário, além de ampliar o caráter digital de seu evento.

tablets-blog-imagem1

A  seguir, vamos ver algumas formas que os tablets podem ser utilizados:

1. Fazer o credenciamento

Como dispositivos móveis, os tablets podem ser utilizados para realizar o credenciamento e o check-in dos participantes cadastrados. Para isso, bastam estarem equipados com os apps utilizados pelos organizadores e conectados à internet.

Com o EventiozEntry Manager, por exemplo, o organizador pode credenciar os participantes rapidamente, ler os QR Code das inscrições dos participantes usando a câmera do dispositivo, inscrever novos participantes, localizar um participante pelo nome, controlar o fluxo etc.

2. Dar as boas-vindas aos participantes e orientar

Disponibilizar tablets  com informações sobre o evento, um mapa e mensagem de boas-vindas logo após o check-in do evento pode ser uma maneira atenciosa de recepcionar os participantes e repassar informações, como a programação, localização etc.

O número de dispositivos necessários pode variar de acordo com o número de participantes e o fluxo de entrada. Para eventos pequenos, de até 150 participantes e com fluxo cadenciado, dois tablets na entrada podem ser suficientes.

Caso seu evento seja grande e irá ter picos durante o check-in dos participantes (o mais comum), o ideal é utilizar um número maior. Em seguida, deixe os tablets disponíveis para consulta dos participantes sempre que necessário.

3. Coletar informações e fazer pesquisas

Tablets podem ser usados para fazer pesquisas de opinião de satisfação sobre o evento e também sobre produtos. Para isso, basta instalar um app específico, como o e-Bope ou o Qualtrics, ou disponibilizar a pesquisa a partir de um serviço como o SurveyMonkey, o Discovery ou  Google Form. Outra alternativa é desenvolver um app próprio para a função.

4. Exibir conteúdo e campanhas

Quer exibir fotos de novos produtos, campanhas ou apresentações? Faça o upload do conteúdo nos tablets e deixe que os participantes interajam com ele. Para isso, distribua os tablets em totens ou bancadas instaladas em pontos estratégicos do evento, como a sala do coffee-breakhalls ou espaços de convivência.

5. Nas mãos dos participantes

Caso você esteja a fim de impressionar seus participantes, é possível oferecer um tablet para cada um deles. Hoje, existem empresas que fazem o aluguel dos equipamentos para eventos. Nesse caso, o indicado é desenvolver e disponibilizar um app próprio com conteúdo relacionado, programação, informações sobre palestrantes etc.

Dica

Uma forma de conseguir tablets para o seu evento com custo baixo é por meio de parceria com as empresas fabricantes. Contate o departamento de marketing das companhias e procure saber quais delas estão lançando produtos e realizando campanhas. Positivo, Samsung, Panasonic, LG, CCE, Dell, HP, entre outras, são algumas das companhias que possuem linhas de equipamentos e atuam no Brasil.

——————————————————————-

Fonte deste artigo: http://promoview.com.br/

Por Vinicius Aguiari, City Marketing Manager da Eventioz.

——————————————————————————-

R2 Creative – Especializada na criação de Apresentações

(PPT – PREZI – FLASH – KEYNOTE – 2D – 3D)

—————————————————————————–